Blog

Nesta página queremos dividir com vocês notícias sobre a Fazenda, nossas atividades e conquistas, além de conteúdo relevante sobre o Café e o que mais acontece à nossa volta. Acompanhe.

06 ago 2015 Nenhum Comentário

Desafios de Uma Quinta Geração

2015-02-21 09.08.41-1         Hoje, vou começar a escrever os primeiros posts do meu blog. Para quem não me conhece meu nome é Paula e sou filha, neta e bisneta de cafeicultores da Fazenda Recanto. Os primeiros registros de atividade na fazenda datam de 1896. Muita coisa mudou de lá pra cá, mas a paixão e a dedicação pelo café, não.
Historicamente, o café teve um papel importante para a economia e cultura no Brasil e, também, no Sul de Minas. À época dos meus antecessores, o café era produzido e comercializado como commodity. Há trinta anos quando meus pais, recém-formados em agronomia, assumiam a fazenda o cenário não era muito diferente.
Meus pais foram aos poucos implementando sua filosofia de trabalho e transformaram a fazenda buscando uma atividade agrícola sustentável. A paisagem mudou, mas fundamentalmente mudou a relação do homem com o campo. Em 2006 demos um passo muito importante e decisivo, que nos levaria para um caminho sem volta, que foi a certificação internacional pela Rainforest Alliance e que nos abriria as portas para o mundo dos cafés especiais. Percebemos que só a certificação não seria suficiente para nos mantermos de pé nesse mercado tão competitivo, vimos que era necessário, também, aprimorar nossos conceitos para melhorar ainda mais a qualidade dos nossos cafés.
Sempre gostei muito de morar na fazenda e de fazer qualquer atividade relacionada a ela. Aos quatorze anos fui estudar em Belo Horizonte, lá pude aumentar o meu campo de visão e ter contato com todos os tipos de pessoas. Meu desejo de voltar pra cá e fazer algo novo nunca diminuiu, mesmo estando longe. Escolhi o meu curso de comércio exterior na universidade pensando em como ele poderia me ajudar futuramente com o café. Quis durante os estudos ter, também, experiências profissionais em outras áreas. Em uma delas tive a oportunidade de iniciar um projeto de levar uma delegação brasileira à feira de Trieste, na Itália. O projeto deu certo e acompanhei um grupo composto por presidentes das cooperativas de Minas Gerais na feira e nas visitas técnicas. Passei uma temporada com um cliente e amigo norte americano, a Casa Brasil, acompanhando a torrefação, os cuppings, os Farmers Markets e a logística para entrega do café ao cliente final. No final de 2014 decidi voltar à fazenda para ajudar na criação de novos projetos e na melhoria dos processos para garantir a qualidade do café.
Me encontro nesse ponto. Meu desafio está aí, levar adiante e com consistência o trabalho realizado pela minha família até aqui. Trazendo novidades e procurando, sempre, inovação e qualidade, mas não deixando para trás a nossa filosofia de trabalho que é a de aliar tudo isso a uma agricultura sustentável.

Comentários

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>